Divorcio Internacional

Divorcio Internacional no Brasil

Dr. Jeferson Santos é Advogado especialista em Divórcio Internacional no consulado Brasileiro, por procuração ou Online.

Somos um Escritório de Advocacia com Advogados Especializados em Divórcio Internacional no Brasil e Exterior, entre Brasileiros e/ou Estrangeiros, com ou sem filhos menores e Homologação de Sentença Estrangeira.

divorcio internacional

Gostaria de saber como se Divorciar e se Separar estando em outro país? Como se divorciar no Brasil de um casamento no exterior? é possível fazer divórcio por procuração Online?

Agende Online com nossos especialistas em Separação e Divórcio de Brasileiros no Exterior, casados com brasileiros ou estrangeiros para a realização de Divórcio Online sem a necessidade de procuração ou divórcio ou Divórcio por Procuração por Cônjuge no Exterior| Whatsapp 1199114671, Consulte.

Como se divorciar estando em outro país?
Como se divorciar estando em outro país?

Atuamos em Direito de Família Internacional em casos em Separação, Divórcio, Pensão, Guarda, Inventário e Partilha de Bens e Causas de Herança.

Nossos especialistas em Direito divórcio internacional apoiam os clientes na melhor solução de questões familiares, seja no divórcio amigável, seja no litigioso envolvendo cônjuges brasileiros e estrangeiros.

Divórcio de brasileiros casados no Brasil e residentes no exterior
Divórcio de brasileiros casados no Brasil e residentes no exterior

O Divórcio Internacional é um processo complexo, já que envolve questões envolvendo dois ou mais países. Cabe ao advogado especialista em Divórcio Internacional direcionar as partes para que possam encerrar seus vínculos de forma justa e equilibrada.

Existem algumas regras complexas que unem e separam direitos e interesses nacionais que precisam ser seguidas diante de uma disputa que envolva vários países. É por isso que é importante ter um advogado internacional devidamente qualificado que conheça os ditames jurídicos vigentes em cada localidade.

Todos os casos de divórcio internacional são únicos e exigem um tratamento especializado, com reivindicação cuidadosa dos direitos dos indivíduos. Isso inclui a determinação do lugar de residência de cada parte, bem como a distribuição de bens adquiridos durante o relacionamento.

Questões relacionadas à pensão alimentícia, custódia dos filhos, queda na relação entre os principais governos e outros fatores podem entrar em jogo, pois a lei que regerá essa questão será a do país onde a sentença for proferida. Isso significa que ambas as partes podem eventualmente recorrer às autoridades judiciais de outro país para fazer valer seus direitos.

Através do da Experiência dos Advogados de Família Internacional e regras de Direito Internacional, possuímos ampla experiência em divórcios internacionais.

Entendemos as particularidades relacionadas a esse tipo de processo, e realizamos todos os procedimentos necessários para garantir que sejamos os representantes legais das partes.

Disponibilizamos assessoria completa para lidar com questões danço direitos internacionais, desde casamento, divórcio e herança até limite de responsabilidades.

Como se divorciar estando em outro país?

Diariamente diversos brasileiros que moram no exterior perguntam se é possível se divorciar estando no exterior, ou seja, realizar o divórcio com o cônjuge estrangeiro ou brasileiro residindo no exterior.

A resposta é sim, é plenamente possível a realização do divórcio de brasileiros casado no Brasil ou no exterior  das seguintes maneiras:

  1. Divórcio Extrajudicial Online: Para casais que tem documentos brasileiros (CNH – Carteira Nacional de Habilitação) ou possui firma em algum cartório do Brasil – Neste caso, o divórcio será feito em cartório online via vídeo conferência com a escrevente do cartório.
  2. Divórcio por procuração cônjuge no exterior: O Divórcio é feito por Procuração feita em qualquer consulado brasileiro, Mandato ou procuração feita no Notary (devidamente traduzida por tradutor juramentado e registrada).

Divórcio de brasileiros casados no Brasil e residentes no exterior com ou sem filho menor

Quando os casais decidem, por algum motivo se divorciar, procuram resolver este tema delicado da melhor maneira e o mais rápido possível.

Para isso é necessária a assessoria de profissionais habilitados e experientes em divórcio internacional e nacional, incluindo todas as questões associadas, como guarda, visita e pensão de filhos menores (caso o casal tenha), partilha de bens, etc.

A situação costuma se agravar para brasileiros e estrangeiros residentes no exterior quando não podem ou não tem como vir ao Brasil para realizar o divórcio, tendo a necessidade de fazer o divórcio a distância e não sabem como fazer.

O Divorcio consensual internacional a distância no Brasil pode ser feito:

  • Judicial: Feito na Vara da Família – se existirem filhos menores ou for litigioso, obrigatoriamente deve ser judicial;
  • Extrajudicial: Quando o casal não tem filhos menores e é consensual.

O Divórcio Extrajudicial pode ser feito Online via vídeo conferência ou através de procuração específica para divórcio extrajudicial, detalhando todas as questões do divórcio, se tem ou não filhos, se está ou não grávida, existência ou não de bens e se haverá o retorno ao nome de solteiro(a) caso uma ou ambas partes tenham trocado de nome – é importante saber como fazer divórcio a distância com cônjuge no exterior – clique no link abaixo:

Como fazer o Divórcio por procuração cônjuge no exterior

Divorcio Cônjuge em outro pais exterior

Da mesma forma que o divórcio entre brasileiros, se o casamento foi feito no Brasil ou feito no exterior e registrado no Brasil é possível realizar o Divórcio mesmo que o Cônjuge esteja em outro país exterior.

É possível realizar o Divórcio com cônjuge no exterior através de Procuração feita em qualquer consulado brasileiro, Mandato ou procuração feita no Notary (devidamente traduzida por tradutor juramentado e registrada).

Importante salientar que, para ter validade no Brasil, os documentos emitidos no exterior precisam ser registrados no Cartório de Registro de Títulos e Documentos – RTD.

Se o documento estiver redigido em língua estrangeira, deverá ser enviado para o registro juntamente com a tradução feita por tradutor público juramentado (Exceto se o documento estiver escrito em duas línguas – uma delas o português, o registrador poderá dispensar a tradução).

Para documentos públicos emitidos por autoridade pública estrangeira (certidões emitidas por órgãos públicos, certidões notariais ou registrais, diplomas etc.), é necessário apresentar no no Cartório de Registro de Títulos e Documentos – RTD o apostilamento previsto na Convenção de Haia ou a consularização do documento – Veja abaixo o Site do Cartório de Registro de Títulos e Documentos – RTD de São Paulo, Capital.

Adicionalmente, listamos as particularidades de cada tipo de divórcio entre estrangeiros e brasileiros:

Divórcio cônjuge estrangeiro

A lei sobre divórcio envolvendo um cônjuge estrangeiro é complicada e diferente dependendo do país.

Devido ao fato de que as leis variam entre os países, é importante entender totalmente a legislação aplicável antes de iniciar uma ação de divórcio. Por exemplo, alguns países exigem que o casal postule o divórcio no país de origem do cônjuge estrangeiro.

Quando o divórcio envolve um cônjuge estrangeiro, as questões de determinação da jurisdição e aprovação judicial nacional podem ser significativas.

Em alguns casos, isso pode significar que o processo de divórcio demora mais do que o normal. Consequentemente, é importante obter aconselhamento legal antes de iniciar qualquer ação.

Além da necessidade de obter conselhos jurídicos, existem outras questões importantes a serem consideradas no divórcio de um cônjuge estrangeiro. Por exemplo, a questão da guarda, pensão alimentícia, propriedades e letras de mudança, assim como responsabilidades fiscais, podem todas surgir quando o divórcio envolve um cônjuge estrangeiro. Estas questões não só afetam o casal, mas também suas famílias e amigos.

Cabe destacar que, como regra geral, o país de residência dos cônjuges será o responsável por reconhecer o divórcio.

No entanto, o status migratório do cônjuge estrangeiro pode ser afetado pela decisão de divórcio, e as leis migratórias do país de residência devem ser observadas para evitar problemas futuros.

Dada a complexidade das leis envolvendo cônjuges estrangeiros, é essencial entender plenamente os termos do divórcio e as leis aplicáveis antes de assumir qualquer responsabilidade legal.

É importante que cada parte do casal trabalhe com um advogado que possa lhes dar os conselhos corretos para que possam proceder de forma segura, eficaz e justa.

Divórcio de estrangeiro casado no Brasil

O divórcio de estrangeiros casados no Brasil é algo que apresenta algumas particularidades de acordo com a origem do casal. Existem diferentes regras para casais que se casaram aqui e para aqueles que casaram fora do país, estabelecidas por lei brasileira.

Para aqueles que casaram no Brasil, eles precisam cumprir as leis brasileiras aplicáveis ​​para o divórcio. O procedimento começa com um processo judicial no órgão responsável pela jurisdição do local em que o casal vive.

Nesse processo, o juiz responsável vai analisar o caso e decidir quem serão os responsáveis pela guarda dos filhos, como serão divididos os bens e outros aspectos do divórcio.

Para aqueles que se casaram fora do país, o casal deverá apresentar uma notificação de processo de divórcio na autoridade competente, que varia de acordo com a origem do casal. Isso significa que um documento emitido pelas autoridades estrangeiras deverá ser apresentado à autoridade brasileira responsável.

Em seguida, os dados do casal serão verificados e a partir daí o órgão competente brasileiro tomará as medidas necessárias para decidir se existem motivos suficientes para o divórcio.

Uma vez que o processo de divórcio estrangeiro seja concluído, haverá um decreto de divórcio, que tornará os dois cônjuges livres para se casar novamente.

No entanto, é importante lembrar que o divórcio esse tipo de casal deve ser reconhecido pelos tribunais estrangeiros responsáveis ​​antes de ser considerado válido no Brasil.

Divórcio de estrangeiros domiciliados no Brasil

O Brasil é um país multicultural, com cidadãos de todo o mundo. Com isso, um número significativo de pessoas estrangeiras domiciliadas no Brasil se divorciam ou procuram o divórcio de seus cônjuges. Assim, é útil conhecer as leis brasileiras aplicáveis ​​ao divórcio dos cidadãos estrangeiros no Brasil.

As leis brasileiras dão aos estrangeiros domiciliados no Brasil o mesmo direito que os cidadãos brasileiros têm ao divórcio.

Nestes casos, o juiz brasileiro tem autoridade absoluta para decidir sobre o divórcio. No entanto, quando os cônjuges são de diferentes nacionalidades, outras leis podem ser aplicáveis. Por exemplo, se um dos parceiros é da Suíça e o outro é do Brasil, as leis suíças precisam ser consideradas.

A legislação brasileira baseia-se nos princípios modernos de direito de família adotados na maioria dos países do mundo, como igualdade, direitos humanos, solidariedade, responsabilidade parental e proteção dos direitos de propriedade.

Portanto, pode-se concluir que os interesses e direitos dos cônjuges são tratados de forma justa em casos de divórcio entre estrangeiros domiciliados no Brasil.

No caso de divórcio entre estrangeiros domiciliados no Brasil, o processo judicial envolve as seguintes etapas:

  1. notificação dos cônjuges;
  2. apresentação de documentação;
  3. conciliação;
  4. audiência de instrução e julgamento;
  5. sentença de divórcio;
  6. cumprimento da sentença.

Para que o divórcio entre estrangeiros domiciliados no Brasil seja válido, todos os documentos relevantes devem ser providenciados, incluindo documentos exigidos pelas leis brasileiras e quaisquer outras leis que possam ser aplicáveis.

É importante ficar alerta para evitar problemas ou atrasos futuros.

Em síntese, o Brasil reconhece o direito ao divórcio dos estrangeiros domiciliados no país e garante que seus interesses sejam tratados de acordo com as leis brasileiras e as leis específicas de cada nação.

Sendo assim, quaisquer casos envolvendo divórcio entre estrangeiros devem ser tratados de forma adequada, exigindo-se sempre a devida documentação e cumprimento de todos os procedimentos legais.

Divórcio de brasileiros casados no brasil e residentes no exterior

Muitos casais brasileiros que vivem no exterior enfrentam desafios difíceis ao se separar. Ter de acordar com o divórcio em um país estrangeiro, distante da família e amigos, pode ser muito difícil. No entanto, é importante conhecer o processo de divórcio nos tribunais brasileiros quando se trata de cônjuges brasileiros com residência no exterior.

Quando os cônjuges são brasileiros, mas vivem fora do país, as leis brasileiras se aplicam. Isso significa que qualquer decisão do tribunal brasileiro será aplicável e obrigatória, mesmo àqueles que não moram mais no Brasil.

Os brasileiros que desejam entrar com um pedido de divórcio devem entrar com uma ação na justiça brasileira, solicitando o divórcio. O processo de divórcio envolve o preenchimento de um formulário, o pagamento do imposto devido e comparecer à audiência.

O que é necessário para iniciar o processo de divórcio de brasileiros que vivem no exterior?

Existe uma lista de documentos que devem ser apresentados e alguns deles devem ser legalizados ou autenticados. Além disso, os cônjuges responsáveis ​​pelo processo de divórcio também precisam fornecer prova de que vivem fora do Brasil, como passaportes, contratos de trabalho, atestados médicos e outros documentos.

Além das regras específicas sobre o divórcio dos brasileiros que vivem no exterior, há regras gerais de direito de família que se aplicam às partes do processo.

Por exemplo, as leis brasileiras exigem a notificação prévia à outra parte, a realização de uma audiência para que os cônjuges possam discutir as questões relevantes e a partilha dos bens adquiridos durante a união.

Como os tribunais brasileiros podem ser difíceis de entender para alguns casais, é recomendável contratar um profissional familiar para auxiliar e orientar na preparação e execução dos documentos necessários.

A ajuda de um profissional familiar também pode acelerar o processo e ajudar a criar um acordo amigável que satisfaça ambas as partes.

Divórcio de estrangeiros residentes no Brasil

O divórcio para estrangeiros residentes no Brasil é um processo que requer tomada de decisão atenta, já que o país possui regras e regulamentos únicos em relação à dissolução de um casamento. Embora os divórcios sejam reconhecidos pelas leis brasileiras, na prática pode haver muitas complicações a serem consideradas.

Como estrangeiro que vive no Brasil, você precisa ter pleno conhecimento sobre as leis brasileiras aplicáveis ao divórcio. De acordo com os regulamentos brasileiros, um estrangeiro residente pode se divorciar de seu cônjuge ou parceiro casado se eles residirem no Brasil há pelo menos dois anos. Idealmente, também é essencial que ambos os cônjuges estejam presentes enquanto o casamento estiver sendo dissolvido.

Uma vez que o divórcio é legalmente concluído, diferentes leis se aplicam para determinar quais questões devem ser resolvidas. Estes incluem a distribuição de bens, a responsabilidade fiscal conjunta, a responsabilidade pela manutenção de dependentes, além de direitos de herança de cada cônjuge.

Embora o divórcio seja uma realidade dolorosa, ela deve ser encarada de forma responsável. É essencial que todas as partes envolvidas sejam claras e honestas entre si e entendam os termos do acordo.

Se um acordo não puder ser alcançado, os cônjuges podem pedir assistência jurídica de um advogado ou mediador. Isso garantirá que todos os direitos legais sejam respeitados para garantir um resultado justo e adequado.

Divórcio de brasileiros residentes no exterior com filhos

O divórcio de brasileiros residentes no exterior que têm filhos pode ser extremamente complicado e desafiador. Isso acontece pois existem uma série de questões legais a serem consideradas e que diferem de um país para outro.

No geral, os países estão sujeitos às leis “internas” do país onde a família reside, ou seja, o divórcio vai ser processado e judicializado conforme a regulamentação em vigor nesse país. Em alguns casos, as partes podem escolher entre duas jurisdições – a do país onde residem ou onde o casal se casou.

Embora o divórcio não envolva cidadãos-estrangeiros, na maioria dos casos, os interesses dos filhos são a prioridade das partes. Numa delimitação, isto significa que é possível aplicar a lei brasileira, caso uma das partes se encontre neste país.

Os principais fatores a serem considerados quando se trata da questão do divórcio de brasileiros residentes no exterior com filhos são: seleção da jurisdição; a guarda dos menores; alocação da responsabilidade parental e a determinação de direito de visita; acesso a recursos burocráticos; e a determinação de direitos patrimoniais da família.

Nesses casos, o mais indicado é que o divorciando procure o auxílio de um advogado especialista em Direito Internacional para que ele possa direcionar o caso de forma adequada e dentro das melhores normas de conduta.

Além disso, em situações delicadas, é importante ter o auxílio de um profissional experiente para lidar com as peculiaridades da questão do divórcio internacional.

Advogado divorcio internacional

Somos advogados especialistas em Divórcio Internacional entre brasileiros residentes no exterior ou cônjuges no exterior via procuração.

Atuamos com Divórcio entre brasileiros e estrangeiros desde 2006 com questões sensíveis relacionados ao dia a dia da família, de forma profissional e humanizada.

Importante salientar que o Advogado Especialista em Direito de Família Internacional em especial, aquele que cuida de Divórcio Internacional é o profissional que lida com uma das áreas mais sensíveis do Direito, já que atua diariamente com questões relacionadas ao relacionamento entre familiares.

Nesta situação, existe um dilema na profissão de Advogado Especialista Divorcio Internacional, ou seja, manter um distanciamento da causa, se afastando do fator emocional ou se em volver como se a causa fosse dele.

É assim que atuamos no nosso dia a dia em causas de separação e divórcio internacional, de forma humanizadas, como se aquela causa familiar que estamos atuando, fosse nossa ou de um ente querido, se conectando com a situação e com os problemas lidados pelos entes da família.

No Direito de Família, como nas demais áreas do direito, o Advogado é o primeiro juiz da causa, quando lhe é apresentado o caso concreto, devendo, neste momento, analisar se está preparado tanto tecnicamente quanto emocionalmente para lidar com a causa familiar.

Partimos da premissa que todo bom advogado de família deve atuar com empatia e inteligência emocional, se envolvendo na situação, mas de uma maneira que não venha a interferir no discernimento e atuação profissional.

Mas exatamente o que faz um Advogado Especialista em Direito de Família? É o Profissional que atua em todas as situações familiares, que podem ser resolvidas na esfera extrajudicial em cartório ou nas Varas de Família, como Divórcio judicial e extrajudicial, Dissolução de União Estável, Confecção de Pacto antenupcial, regulamentação da guarda de filhos menores, pensão alimentícia e revisional de alimentos, Regulamentação de visitas, Investigação de paternidade, assessoria no processo de Adoção, consultoria na decisão sobre Regime de bens, Tutela e curatela, etc.

Mas o que é Direito de família? Podemos dizer que é um ramo do direito que trata dos litígios entre familiares e no ambiente familiar, utilizando, para tal, o código civil e normas associadas, bem como doutrina e jurisprudência de Direito de família.

Nos casos de Direito de Família, são tratados os litígios que ocorrem em decisões pré nupciais, no casamento, nas uniões estáveis, no divórcio e consequente regulamentação da guarda dos filhos, pensão alimentícia, visitas, inventário, partilha, herança, entre outros.

No Direito de família, um pouco diferente dos outros ramos do direito, o advogado especialista em direito de família irá lidar no dia a dia com diversos sentimentos e emoções, como por exemplo amor, paixão, apego, raiva, ódio, intrigas, sendo necessária a aplicação da experiência e maturidade para que tais questões não interfiram negativamente nos trabalhos.

No dia a dia, as demandas envolvendo direito de família e questões familiares, o Advogado Especialista em Direito de Familia e Divórcio Internacional exerce um papel técnico, psicológico, consultivo, etc., visto que tais questões não envolvem somente um membro da família, mas também membros indiretos e amigos.

Nossa legislação dispõe sobre alguns tipos de família, como por exemplo , o artigo 226 da Constituição Federal, preleciona que A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado e que, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

Não diferente, também a legislação dispõe (Art 226 § 4º) que entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.

A legislação vem se modernizando, abarcando os novos modelos de Família como União estável, família Monoparental (mãe ou pai solteiro), família Multiparental, composta, pluriparental ou mosaico, Parental ou anaparental (todos possuem vínculo sanguíneo), homoafetiva, Homoparentalidade ( composta por família homoafetiva com a adoção de filhos), etc.

Diante dos novos modelos familiares e relacionamento entre estes indivíduos, a atuação do Advogado Especialista em Direito de Familia e Divórcio Internacional deve ser:

  • Consultiva, ou seja, prévia aos litígios, como por exemplo na decisão do modelo de regime de bens e pacto pré nupcial, planejamentos sucessórios, elaboração de contratos e testamentos, entre outros.
  • Conciliador, visando tentar resolver as questões familiares via acordo ou extrajudicialmente para que não seja necessário processos e recursos na vara familiar.
  • Contenciosa, quando a consultiva ou a conciliadora não obteve o atingimento esperado, sendo necessário buscar o poder judiciário para resolver os litígios familiares.

Como Advogados Especialistas em Direito Familiar e Divórcio Internacional, atuamos em todos os ramos do Direito de Família, em especial:

  • Preparação, assessoria e acompanhamento de casos internacionais de processos de Dissolução de União Estável, Conversão de Desquite em Divórcio, Conversão de Separação em Divórcio; Divórcio Judicial, Divórcio Extrajudicial em cartório;
  • Proposição de ação internacional de alimentos, pensões diversas, regulamentação e guarda de filhos, além de ação de investigação de paternidade;
  • Preparação, assessoria e acompanhamento de inventários e partilha internacional de bens e herança no exterior ou no Brasil, arrolamentos e testamento seja consensual, judicial ou em cartório, ou litigioso.
  • Atuamos também na elaboração de contrato de união estável, alteração de regime de bens pactos pré-nupciais.

Trabalhamos visando a solução junto do caso, da melhor maneira possível, no menor espaço de tempo, com advogados especialistas em conciliação seja em Divórcio ou Inventário e outros ramos do direito de família.

No escritório Santos Advocacia de Família, Separação e Divórcio Internacional, temos profissionais experientes para lidar com casos de divórcio internacional entre brasileiros.

Se ambos os cônjuges são brasileiros residentes no exterior ou se apenas um dos cônjuges é estrangeiro residindo no Brasil, nós podemos orientar sobre o processo de dissolução do casamento. Além disso, também oferecemos assistência em casos em que um dos cônjuges brasileiros reside no exterior e eles têm filhos.

Como já dito, a legislação aplicável ao divórcio internacional entre brasileiros depende de alguns fatores, como se os cônjuges são brasileiros residentes no exterior ou se um dos cônjuges é estrangeiro residente no Brasil. Nesse último caso, o divórcio conjugal deve ser processado nas instâncias legais do país em que os cônjuges residem.

A partir da análise desses critérios, definiremos qual lei deverá ser aplicada e quais documentos deverão ser comprovados. Além disso, também identificaremos se existe a necessidade de acionar o Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que seja pronunciada a sentença de divórcio.

Também tratamos dos casos específicos de divórcio entre cônjuges brasileiros residentes no exterior com filhos. Nesse caso, consideramos tanto a lei brasileira quanto a lei do país onde eles residem. Nosso objetivo é obter a melhor solução para garantir o melhor interesse dos filhos envolvidos.

Por meio do nosso programa de atendimento internacional, temos profissionais preparados para tratar de casos de divórcio de estrangeiros residentes no Brasil ou de brasileiros residentes no exterior, com ou sem filhos. Nossa equipe pode auxiliá-lo a obter uma solução ideal para o seu caso de divórcio internacional. Entre em contato conosco para mais informações sobre divórcio internacional entre brasileiros.

Fundado em 2007, Advogado Especialista em Direito de Familia Internacional | Santos é um Escritorio de Advocacia que atua nas mais diversas áreas do direito, através dos seus advogados especialistas e parceiros localizados no Brasil e Exterior.

Com nossos especialistas, Advogado Especialista em Direito de Familia Internacional , trabalhamos de forma integrada, cuidamos de casos rotineiros e multidisciplinares complexos que exigem direcionamento coordenados de profissionais experientes nas mais diferentes áreas.

Nossos advogados são formados nas melhores universidades do país e muitos com especializações, MBAs e Pós graduação, proporcionando assim, a melhor tática, estratégia e experiência na atuação, tanto em casos mais simples, quanto os mais complexos.

Nossos serviços englobam desde assessoria jurídica preventiva, proposição de ações, defesas nas mais diversas instâncias, além de recursos e sustentações orais nos mais diversos tribunais do País.

Nosso principal objetivo é atuar, de maneira artesanal, em cada caso, identificando as necessidades de nossos clientes e desenvolvendo cada vez mais, soluções personalizadas, visando a solução dos casos da melhor maneira e no menor prazo possível.

Além de nossa presença em São Paulo, com uma unidade no Centro de São Paulo e outra no Morumbi, nosso Advogado Especialista em Direito de Familia Internacional dispõe de unidades em Osasco e Barueri- Alphaville, podendo assim, atender a capital, grande São Paulo, Litoral e Interior, Advogado Especialista em Direito de Familia Internacional zona sul, .

Também dispomos de parceiros em Brasília, bem como em todos estados da federação.

consulta com nossos Advogados de Divorcio Internacional – JSantos Advocacia Fone| Whatsapp 11952688386, ou Email: contato@advbr.com.br

5/5 - (216 votes)